AMOR

amor de pai para filha

O amor não é uma conquista apenas, porque ele está em todos. Ele tem características tão comuns que quando falamos do nosso amor estamos falando também do amor de outros. Num geral ele é um instinto, até mesmo porque os animais irracionais amam suas crias e as protegem até que elas tenham condições de sobreviverem sozinhas. Porém, há o ser humano que não tem esse instinto naturalmente, assim para ele é necessário que seja uma conquista. Alguns dirão que não pode ser conquistado. Discordo dessa opinião. Ele pode ser uma conquista porque potencialmente ele se encontra em todos os seres humanos. Todos somos capazes de amar. Se não estamos amando num certo momento, ou não entendemos que amar é doação, proteção, ensinamento, não significa que o amor não existe dentro de nós. No fundo, ao amar alguém, estamos amando o amor que está sempre dentro de nós.

Amor é um sentimento de carinho e demonstração de afeto que se desenvolve entre seres que possuem a capacidade de acessá-lo em seu interior. Nesse caminho é necessário se adestrar para conquistar essa qualidade de expor seu amor.

O amor motiva a necessidade de proteção e pode se manifestar de diferentes formas: amor materno ou paterno, amor entre irmãos (fraterno), amor físico, amor platônico, amor à vida, amor pela natureza, amor pelos animais, amor altruísta, amor próprio, e etc.

Etimologicamente, o termo “amor” surgiu a partir do latim “amor”, palavra que tinha justamente o mesmo significado que atualmente: sentimento de afeição, paixão e grande desejo.

Definir o que é o amor não é uma tarefa fácil, pois para cada pessoa, o amor pode representar algo diferente. Mas é uma falácia se dizer que não sabe amar. Ora, se você tirar os olhos de seu próprio umbigo e sair das concepções estabelecidas dentro de si, com certeza conseguirá olhar o outro e entende-lo. Logo virá a compreensão da necessidade de demonstrar afeição e não rejeição.

Claro que temos pais que chegam mesmo a matar seus filhos. Se olharmos os anais processuais brasileiro encontraremos casos escabrosos. Lógico que isso não pode ser olhado com normalidade, mas sim como um problema psicológico que precisa de tratamento. O amor não pode ser imposto, porque se assim fosse ele não seria amor. Amor é doação, carinho, compreensão, proteção, exemplo. Desta forma ele virá como a lei da causa e efeito.

O amor provoca entusiasmo por algo e interesse em fazer o bem, por exemplo, amor à natureza ou amor aos animais e principalmente aos filhos.

O amor a Deus ou o amor a Cristo demonstra uma ligação de caráter religioso, um sentimento de devoção e adoração.

Este tipo de amor conhecido como Ágape, ou seja, é incondicional, único e impossível de ser descrito com exatidão. O amor a Deus é um mandamento em muitas religiões, não só as cristãs.

O amor é também um dos temas mais importantes de várias formas de arte. Muitas pessoas expressam os seus sentimentos mais profundos através de mensagens de amor, declarações de amor ou poemas de amor, que são compartilhadas com pessoas especiais.

O amor também tem um papel social, alimentando outras ações e sentimentos como a solidariedade.

Na verdade o amor é ínsito ao ser humano, como o é o desejo de felicidade, que só encontrará sua completude com o cultivo dessa nobre semente. Não há como separar o ser desse sentimento. O que se faz necessário é saber demonstrá-lo.

O ser humano tem enorme potencial de realização. Significa que temos sempre condições de aprender a amar, crescer e mudar.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s