Empresa privada anuncia viagem a Marte em 2018

SpaceX CEO Elon Musk Unveils Company's New Manned Spacecraft, The Dragon V2

A SpaceX, primeira empresa privada a colocar foguetes de fabricação própria em órbita, anunciou um novo e ambicioso objetivo: fazer seu primeiro lançamento para Marte daqui a apenas dois anos.

O anúncio foi feito no Twitter e comentado no miniblog pelo fundador da empresa, o bilionário Elon Musk, conhecido como o Tony Stark da vida real. A empresa de Musk transporta cargas da NASA para a Estação Espacial Internacional desde 2012 e, no ano passado, foi a primeira companhia a levar uma nave tripulada até o local.

Agora, eles querem expandir a atuação até o Planeta Vermelho. A ideia é conhecer mais sobre a arquitetura geral de Marte e também avaliar possibilidades de fazer transportes de cargas e suprimentos até o planeta, o que seria o primeiro passo de uma futura colonização. Musk pretende dar mais detalhes sobre a missão no Congresso Internacional Astronáutico, em setembro.

Mas será que em tão pouco tempo a SpaceX vai estar pronta para viajar até Marte, mesmo em uma missão sem passageiros? A NASA prometeu que vai ajudar, oferecendo apoio técnico e todas as informações de missões anteriores até Marte. Em troca, eles querem os dados da decolagem, da viagem e da aterrissagem da nova missão.

Essa parceria vem logo depois da Nasa anunciar um corte de 85% nos fundos dedicados a missões em Marte. O principal projeto era justamente um desacelerador que facilitaria o pouso no Planeta Vermelho, mas os testes mais recentes da tecnologia não tiveram os melhores resultados. O interesse da NASA em aterrisagens tem uma explicação: a última experiência deles foi péssima. Quando a sonda conhecida como Mars Rover Curiosity pousou por lá em 2012, a aterrissagem ficou conhecida como “sete minutos de terror”.

Mas mesmo antes de chegar a essa etapa, o projeto da SpaceX tem outras preocupações. O lançamento vai ser realizado com uma combinação de duas espaçonaves: o Falcon Heavy, que é o foguete de lançamento em si, junto da cápsula espacial Red Dragon 2, nova versão da nave que tem sido usada com sucesso nos transportes da empresa.

Segundo os posts de Elon Musk no Twitter, a Dragon está pronta para viajar a qualquer ponto do Sistema Solar e Marte será apenas o primeiro teste. Mas nenhum dos dois equipamentos está pronto ainda. Os primeiros testes serão feitos entre o final deste ano e o meio do próximo. Mesmo que tudo dê certo, é um prazo apertado.

Mais uma dúvida causada pela missão é que as empreitadas de Elon Musk são conhecidas por seus prazos ambiciosos, mas que acabam não sendo cumpridos. É o caso do projeto Inspiration Mars, que juntou Musk com outro fanático por aventuras no espaço, o ex-funcionário da NASA Dennis Tito. Eles anunciaram em 2013 que fariam a primeira viagem tripulada até Marte. Adivinha quando? Em 2018.

O prazo já foi adiado para 2021, depois que Tito percebeu que precisaria de financiamento pesado da NASA para realizar o projeto – e já vimos que os fundos da agência estão limitados. Além disso, a ideia era usar na missão o equipamento da SpaceX, mas o próprio Musk descartou a possibilidade de transportar passageiros na nova Red Dragon que, segundo ele, tem o espaço interno de uma SUV.

Apesar de todas as dificuldades, se os prazos forem cumpridos a tempo e os testes derem certo, a missão pode ser um sucesso. Nesse caso, todas as informações do processo podem contribuir com as pesquisas da NASA, sem comprometer o orçamento. Seria esse o primeiro caso de terceirização interplanetária?

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s