Avião Solar Impulse 2 faz voo transatlântico sem combustível

avião-solar

A Nasa anunciou recentemente o avião experimental X-57, propulsionado por motores elétricos. Apelidado de Maxwell em homenagem ao físico escocês James Clerk Maxwell – que realizou pesquisas pioneiras sobre eletromagnetismo no século XIX –, a tecnologia pretende reduzir a utilização de combustíveis fósseis e a emissão de gases poluentes. A aeronave é formada por 14 motores elétricos e foi desenvolvida para utilizar 5 vezes menos energia do que um avião normal para trafegar a uma velocidade aproximada de 280 quilômetros por hora. Como a propulsão é inteiramente elétrica, o avião não emite gás carbônico.

O avião solar chega à segunda etapa de sua volta ao mundo. De acordo com a Nasa, o avião é composto por 12 motores menores, que distribuem a energia entre si para decolagens e aterrissagens, e dois outros grandes motores utilizados para manter o avião em altitude de cruzeiro. A tecnologia pretende reduzir o consumo de combustíveis e o tempo de voo, além de diminuir os custos de operação em 40% – já que a propulsão elétrica permite que o avião trafegue abaixo de sua capacidade máxima. Maxwell também será mais silencioso, como é esperado de um modelo de transporte que utiliza motores elétricos. Segundo a agência espacial americana, o X-57 faz parte de um projeto que pretende desenvolver aeronaves com mais eficiência energética em 10 anos, chamado New Aviation Horizons.

O avião experimental X-57 marca mais um episódio dos chamados “x-planes”, aviões experimentais realizados pelos Estados Unidos para testar novas tecnologias. De acordo com a agência espacial americana, o primeiro deste tipo ficou conhecido em 1947 e se chamava x-1 (sendo o primeiro avião a romper com a barreira do som). “Dezenas de x-planes de todas as formas, tamanhos e propostas se seguiram – e todos contribuíram para nossa sermos líderes mundiais em tecnologias para aviação e espaço. Aviões como X-57, e os próximos que virão, nos ajudam a manter este papel”, afirmou Jaiwon Shin, administrador da Diretoria de Missões de Pesquisas Aeronáuticas da Nasa.

O administrador da NASA Charles Bolden destacou a primeira designação X-plane da agência em uma década, durante seu discurso de abertura sexta-feira em Washington no Instituto Americano de Aeronáutica e Astronáutica (AIAA) Aviation anual e Aeronáutica Fórum e Exposição, comumente chamado de Aviação de 2016.

“Com o retorno dos “x-planes” – aviões experimentais realizados pelos Estados Unidos para testar novas tecnologias –  aumentará a capacidade de investigação da NASA , o que é uma parte fundamental dos nossos 10-longos anos desta iniciativa da New Aviation Horizons. Este tipo de avião porte  X-57 dará o primeiro passo na abertura de uma nova era na aviação “, disse Bolden.

“Dezenas de aviões-X de todas as formas, tamanhos e finalidades, desde então construídos contribuíram para a nossa liderança mundial em tecnologia de aviação e espaço”, disse Jaiwon Shin, administrador associado da Diretoria de Missões Investigação Aeronáutica da NASA. “Planes, como o X-57, e os outros que virão, nos ajudarão a manter esse papel.”

Vários benefícios resultarão dessa criação. “Maxwell” será alimentado apenas por baterias, eliminando as emissões de carbono e demonstrando como a demanda irá diminuir o combustível de aviação a base de chumbo, ainda em uso pela aviação geral.

A eficiência energética em altitude de cruzeiro usando a tecnologia X-57 poderá beneficiar os viajantes, reduzindo as horas de voo, consumo de combustível, bem como a redução dos custos operacionais globais para pequenas aeronaves em até 40 por cento. Normalmente, para obter a melhor eficiência de combustível um avião tem que voar mais lento do que ele é capaz. A propulsão elétrica elimina essencialmente a pena para cruzar a velocidades mais elevadas.

Finalmente, como a maioria dos motoristas de carros elétricos híbridos sabe, motores elétricos são mais tranquilos do que os motores de pistão convencionais. A tecnologia de propulsão elétrica do X-57 espera diminuir significativamente o ruído das aeronaves, tornando-os menos irritantes para o público.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s